Menu Fechar

“Não permitam que pessoas morram de fome na vossa comunidade” – pede Dom Emílio Sumbelelo

A Comunidade Paroquial de Santo Agostinho recebeu em visita pastoral, Dom Emílio Sumbelelo, no início deste tempo de advento. Foram três dias de visita que culminaram com um forte apelo à solidariedade.
Durante os dias em que esteve naquela comunidade que fica na zona do Capalanga, o Bispo da Diocese de Viana encontrou-se com Grupos, Associações e Movimentos Apostólicos da Paróquia, bem como reuniu com os Membros do Conselho Paroquial.
Durante os encontros que teve com Associações e Movimentos Apostólicos de adultos, o Bispo de Viana recordou o mandamento do amor deixado por Jesus Cristo. Contemplá-lo na Cruz ajuda a compreender a extensão do mandamento.
“Nesta dinâmica do amor um para com o outro, devemos ter os olhos bem fixos nEle, no seu amor, na maneira como ele nos amou. Amou-nos dando a sua vida, para que todos nós tivéssemos nele, pelo seu sacrifício, a Vida, a vida eterna, a vida em abundância. Nós quando contemplamos o Crucifixo e ali vemos Jesus crucificado compreendemos a profundidade, a grandeza e a largueza deste amor grande”.
Uma vez compreendido, esse amor precisa de ser levado à prática, com gestos concretos. Dom Emílio Sumbelelo então fez um pedido muito especial, em forma de convite, aos membros daquela comunidade paroquial. Esse convite foi repetido na homília da Missa de encerramento da Visita Pastoral.
“Este momento particular da história das nossas comunidades, da história da nossa sociedade, convidei-vos a sabermos partilhar o pouco que temos daquilo que o senhor nos foi dando, e não permitir que no meio de nós, a nossa volta, irmãos nossos morram de fome”.
Logo a seguir o Prelado, como que a quer ser muito mais preciso, e porque se está a viver o triénio dedicado a criança, sublinhou: “Não permitamos que ao nosso lado, nas nossas comunidades, crianças morram de fome”.
O convite de Dom Emílio Sumbelelo, Bispo da Diocese de Viana, é feito com os olhos fixos na realidade da diocese e nos dias que correm. O número de crianças e adultos com fome cresce a olhos vistos, embora de alguma forma se procure maquiar essa realidade, ou mesmo negá-la.
A desnutrição é uma outra realidade, cujos números que falam por si. Os centros médicos ligados a paróquias na Diocese de Viana, registam casos cada vez em maior número.
Um convite que vai certamente empenhar os membros daquela Comunidade Paroquial.
Recordar que, Já há algum tempo, Dom Emílio Sumbelelo tem vindo a pedir que Paróquias e Centros Pastorais de determinadas zonas da Diocese de Viana, ponham a funcionar Cozinhas Comunitárias.
No fim da Visita Pastoral o Bispo da Diocese fez questão de partilhar com a comunidade a impressão com que ficou, depois de ali ter estado três dias.
“Daquilo que eu pude ouvir dos vossos relatórios que foram a síntese daquilo que vocês viveram e fizeram desde a última visita pastoral. Não obstante as dificuldades, não obstante a situação sanitária que se viveu, notou-se que cada um de vós, como associado de um determinado movimento ou associação, procurou viver aquilo que o vosso pastor, o vosso Pároco foi dando como orientações, como guia de uma comunidade”.
Dom Emílio Sumbelelo, esteve em visita Pastoral aquela Paróquia desde sexta-feira, dia 26, até este Domingo, dia 28. Durante a Missa de encerramento da visita, quinhentas e uma pessoas foram crismadas.

Sammy de Jesus

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *