Menu Fechar

Dom Sumbelelo na Missa Crismal: o compromisso que assumimos é para sempre

Na manhã desta quinta-feira, 14 de Abril, sacerdotes, religiosos e fiéis da Diocese de Viana juntaram-se na Catedral da Diocese, para a Missa Crismal.
Presidida por Dom Emílio Sumbelelo, a cerimónia começou as 10.00 horas, teve a benção dos Santos Óleos e a renovação das promessas sacerdotais.
E por ser nessa missa que se renovam as promessas sacerdotais, durante a homilia o Bispo da Diocese de Viana quis reflectir com os sacerdotes numa pergunta que é feita ao candidato à ordem dos presbíteros: “Queres exercer o ministério sacerdotal por toda a vida, colaborando com o bispo no serviço ao povo de Deus guiado pelo Espírito Santo?!”
Com a intensão de deixar algo para a reflexão dos sacerdotes, nesse dia importante para os sacerdotes, falou das liberdades que entram em acção no acto do chamamento divino. A liberdade Divina que chama e a liberdade humana que responde, encontram-se num espaço de diálogo. Um diálogo livre que proporciona uma resposta livre da parte do candidato. Uma resposta que assenta “num acto explicito da vontade” que a Igreja continua a perguntar ainda hoje, “Queres exercer?”, a que o candidato responde de forma livre: “Sim quero”.
Esse acto da vontade “deve ser continuamente iluminado pelo juizo da razão e sustentado pela liberdade, para que não se transforme em voluntarismo estéril, ou, o que seria ainda pior, para que não se transforme com o passar do tempo, com o passar dos anos em infidelidade”.
Dom Emílio lembrou aos sacerdotes, ainda, que “o compromisso que assumimos é para toda a vida e portanto, não está relaccionado de forma mais ou menos evidente a entusiasmos e a gratificações, nem muito menos a sentimentos”. Reconhece no entanto que este tem um papel determinante no conhecimento, mas não será nunca um obstáculo.
“A nossa vontade consistiu em exercer o ministério sacerdotal, no grau de presbitero, como zeloso cooperador da ordem dos bispos apascentando a grei do Senhor, não outras profissões”. E é esse ministério que une os sacerdotes a Cristo, referiu o Bispo de Viana.
Recordou ainda que antes de tudo os sacerdotes e bispo são chamados a ser sacerdotes para sempre, “exercendo com todo o nosso ser, com todas as nossas forças o ministério ao qual fomos chamados”. E olhando para todos muito de perto, acrescentou: “filhos caríssimos, não se vive como padre, repito, não se vive como padre, mas se é padre. Tu és sacerdote para sempre. Portanto, renovemos cada dia que nasce aquilo que o Senhor quis que fossemos na sua Igreja, para Ele para o seu povo e para a nossa própria salvação eterna”.
Depois de ter pedido que os sacerdotes colaborem com o bispo, em obediencia as orientações por ele indicadas e guiados pelo Espírito Santo, tudo feito em “clima de oração constante”, lembrou que “só quem reza pode escutar a voz do Espírito Santo”.
Dom Emílio Sumbelelo, terminou a homilia pedindo aos fiéis que não se esquecessem nunca de rezar pelos seus sacerdotes. “Rezai todos os dias pelos vossos padres, todos os dias pelos vossos sacerdotes. Ajudai-os com a vossa oração a serem fiéis aos compromissos que eles assumiram diante de Deus. Rezai sempre por eles, rezai por eles. Assim fazendo, teremos toda a certeza de que eles viveram no dia a dia aquele: ‘sim quero com a Graça de Deus’”.

Sammy de Jesus

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *