Menu Fechar

3º Dia – O que vimos e ouvimos na saúde

Oração Inicial

Deus Pai, Filho e Espírito Santo,
comunhão de amor, compaixão e missão.
Nós te suplicamos:
Derrama a luz da tua esperança
sobre a humanidade que padece a solidão,
a pobreza, a injustiça, agravadas pela pandemia.
Concede-nos a coragem para testemunhar,
com ousadia profética e crendo que
ninguém se salva sozinho,
tudo o que vimos e ouvimos de Jesus Cristo,
missionário do Pai.
Maria, mãe missionária,
e São José, protetor da família,
inspirem-nos a sermos missionários
da compaixão e da esperança.
Amém

1.Olhar para a vida
A: Irmãos Hoje somos convidados a refletir o tema da saúde.
L1: A doença provocada por um novo tipo de coronavírus aflorou na China em dezembro deFoi denominada de doença do coronavírus 19, do inglês corona vírus disease-2019 ou COVID-19.
L2: Na Angola, o primeiro caso foi anunciado no dia 17 de março de 2020 e a primeira morte
ocorreu no dia 29 de março de 2020. Daquela data até os dias atuais, entre ondas de disseminação da
infecção e de óbitos, Angola acumula miles de infetados e as mortes assombram não só Angola, mas a
humanidade toda.
L3: Dentre as milhares de vítimas, boa parte é composta por profissionais que atuam nas
unidades da saúde, direta ou indiretamente no atendimento aos doentes. Muitos se afastaram dos seus
lares e familiares, dedicados quase integralmente no combate à doença, considerada a escassez de mão
de obra especializada.
L1: Exemplos de superação e dedicação, dispondo de seu conhecimento e esforço em locais
menos assistidos pelo país afora. Em meio a essa guerra, a humanidade encontrou líderes maiores na
equação dessa pandemia, com chance de atrasá-la ou interrompê-la.
L2: As vacinas trouxeram esperança para a humanidade. Entretanto, existe ainda um longo
caminho a ser percorrido. Não podemos abandonar as medidas e cuidados estabelecidos pelas
autoridades no que se refere ao uso de máscara, álcool gel, higienização e distanciamento controlado.
L3: Que Deus inspire as autoridades para que tomem decisões em defesa da vida para todos.

2.A Palavra de Deus ilumina nossas vidas
Canto:
Toda bíblia é comunicação
De um Deus amor, de um Deus irmão
É feliz quem crê na revelação
Quem tem Deus no coração
Jesus Cristo é a palavra
Pura imagem de Deus Pai
Ele é vida e verdade, a suprema caridade
Toda bíblia é comunicação
De um Deus amor, de um Deus irmão
É feliz quem crê na revelação
Quem tem Deus no coração

Leitura do texto Bíblico
At 5,12-16 (ler duas vezes)

L2: “Muitos sinais e prodígios eram realizados entre o povo pelas mãos dos apóstolos. Todos os
fiéis se congregavam, bem unidos, no pórtico de Salomão. Nenhum dos outros ousava juntar-se a eles,
mas o povo estimava-os muito. Entretanto, crescia sempre mais o número dos que aderiam ao Senhor
pela fé: uma multidão de homens e mulheres. Chegavam a transportar para as praças os doentes em
leitos e macas, a fim de, quando Pedro passasse, pelo menos sua sombra cobrisse alguns deles. Também
das cidades vizinhas de Jerusalém vinha uma multidão, com doentes e pessoas atormentadas por espíritos
impuros. E todos eram curados.” O que diz o texto?


L3: O caminho da comunidade cristã é seguir a mesma estrada de Jesus, com todas as implicações
que esta escolha provoca. O texto fala da atividade dos apóstolos que realizam prodígios e curas entre o
povo. Juntos, com os corações voltados para o projeto do Reino anunciado, podem realizar aquilo que
Jesus havia feito durante a sua vida.


L1: Foi isso que Ele pediu também que seus seguidores fizessem: cuidar das pessoas necessitadas,
curar os doentes, acolher os pobres e consolar os aflitos, anunciando, assim, que a graça de Deus é um
dom oferecido a todos. Há uma continuidade entre a missão de Jesus e a missão da comunidade cristã.


L2: A mesma atividade salvadora e libertadora de Jesus, em favor dos pobres e dos oprimidos, é
continuada no mundo, por meio da comunidade cristã. Lucas chama a atenção para a solidariedade com
as pessoas doentes e, por isso, excluídas. Elas são ajudadas, transportadas, levadas ao encontro com
Pedro que age com o poder de Cristo.


L3: A fé no Ressuscitado deve inspirar a luta dos cristãos contra o mal e a doença. Assim, a
caridade com relação aos doentes e pobres vem a ser sinal da solidariedade espiritual de todas as pessoas
em Cristo

Para conversar em grupo
• O que Deus quer dizer para nós?
• O que o texto nos faz dizer a Deus?

Preces
A: Ao Pai de bondade elevamos nossa prece, suplicando:
Todos: Lembrai-vos, Senhor, dos profissionais da saúde.

1.Acompanhai, Senhor, o Papa Francisco, nosso bispo e todos os ministros ordenados para que sejam
presença viva juntos aos doentes, rezemos:

2.Ajudai, Senhor, com a vossa graça todos os que se dedicam ao serviço dos enfermos, nas casas e nos
hospitais, rezemos:

3.Despertai, Senhor, mais pessoas para o serviço aos doentes, pobres e excluídos da sociedade, rezemos:


3.Compromisso com a vida
A: Conversar com os participantes do grupo: Hoje refletimos sobre a importância da presença
dos profissionais de saúde neste tempo em que vivemos. Ao final deste encontro, quais compromissos
podemos assumir? Uma sugestão seria comunicar-se com profissionais da saúde, doentes nos hospitais e
nas famílias, mantendo as orientações do distanciamento, com uso de máscara e álcool gel.

4. Celebrar a vida Todos:

Senhor Jesus Cristo, fostes sempre ao encontro dos enfermos com uma palavra de
esperança e um gesto de amor. Olhai a humanidade que sofre por causa da pandemia, sustentai a todos
com a vossa graça, não permitais que a dor roube o significado da vida. Pedimos a Vós, abençoai as
pessoas que têm a missão de cuidar dos doentes, dai-lhes paciência, caridade e compaixão.


A: Unidos rezemos um Pai Nosso, uma Ave Maria e um Glória ao Pai.


A: Que nosso Deus Trindade, fonte transbordante de amor, dê força, coragem e abençoe todos
os envolvidos no cuidado com os doentes, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.


É como a chuva que lava
É como o fogo que abrasa
Tua palavra é assim
Não passa por mim sem deixar um sinal
Tenho medo de não responder
De fingir que eu não escutei
Tenho medo de ouvir o teu chamado
Virar do outro lado
E fingir que não sei
Tenho medo de não perceber
De não ver o teu amor passar
Tenho medo de estar
Distraído, magoado, ferido
E então me fechar
Tenho medo de estar a gritar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *