Menu Fechar

Muxima: Lançada e benzida a primeira pedra para a construção da Basílica

Na presença dos Bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé, foi lançada a primeira pedra para a construção da Basílica no Santuário de Nossa Senhora da Conceição, na Muxima.

A cerimónia teve lugar terça-feira, dia 19 de Julho de 2022.

Coube ao presidente da república de Angola, João Lourenço, proceder ao lançamento da pedra que marca o inicio da construção do edifício.

A pedra colocada recebeu a benção de Sua Eminência Dom Alexande Cardeal do Nascimento, Bispo emérito de Luanda.

O Presidente da CEAST, Dom José Manuel Imbamba, viu naquele acto, “a casa do Senhor a ser edificada, a casa do encontro, a casa da comunhão, a casa da fraternidade, a casa onde nos encontramos com Deus, atravez de Maria. A casa onde todos nós nos sentimos acolhidos e abençoados para podermos levar aos irmãos o bem e o amor que encontramos em Deus. É esta casa que vai fazer com que a nossa terra continue a ser abençoada, porque construida sobre o alicerce de Deus, Jesus Cristo a Pedra Viva”.

O lançamento da primeira pedra abre portas também para a requalificação da vila em que se encontra o santuário, como referiu o Presidente da República: “é um projecto bastante ambicioso que vai dar uma outra qualidade de vida aos habitantes da vila da Muxima e vai fazer com que os fiéis católicos que todos os anos fazem a peregrinação aqui à Muxima, passem a fazê-lo noutras condições bem melhores”.

O Santuário de Nossa Senhora da Conceição, na Muxima, ou simplesmente o Santuário da Mamã Muxima, como é conhecido, fica distante cerca de 125 km da cidade de Luanda. O lugar é destino de muitos peregrinos, nos 365 dias que o ano tem. Anualmente, por ocasião da peregrinação da festa do Santuário o recinto torna-se pequeno para o acolher o número de devotos que para ali se deslocam.

A Igreja ali construida, à margem direita do Rio Kwanza, é do século XVI e é feita de pedra e cal. A maquete da Basílica cuja primeira pedra acaba de ser lançada, já havia sido apresentada ao Papa Bento XVI, em 2009, a quando da sua visita à Angola e entregue ao Papa Francisco, em Roma, pelo então Presidente da República, José Eduardo dos Santos, em Maio de 2014.

No ano passado, durante o encerramento da peregrinação ao Santuário, uma peregrinação que aconteceu nos dias 4 e 5 de Setembro, Dom Emílio Sumbelelo, Bispo da Diocese de Viana, dizia: “ que permita Deus e também queira a Mamã Muxima, que na próxima peregrinação este lugar se torne mais pequeno, porque do outro lado esperamos encontrar, ter já, nas próximas peregrinações, as estruturas levantadas da futura Basílica. A esperança reside nisto: o povo angolano é um povo abençoado por Deus, um povo diferente. Tivemos a alegria, e muitos ainda estamos aqui, de termos recebido a visita abençoada de São João Paulo II, a visita abençoada do Papa Bento XVI e queremos que também nos veja visitar o nosso amado e querido Papa Francisco. Mas para que isso seja possível, para que o possamos convidar, um dos motivos que gostariamos de ter é dizer: venha Santidade fazer a benção e a dedicação daquela Basílica, cuja maquete teve a alegria de receber na Cidade do Vaticano”. E acrescentou: “está é a minha alegria”.

A peregrinação ao Santuário da Muxima deste ano acontece do dia 4 ao dia 7 de Agosto e tem como lema: “Mamã Muxima em tuas mãos colocamos o povo de Angola”.

Sammy de Jesus

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

1 Comment

  1. Osvaldo Ramos

    Glória a Deus nas alturas, esperamos ansiosamente pelo momento da inauguração, por acaso era um momento aguardado há muito tempo pelos fiés católicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *